domingo, 30 de agosto de 2015

Reunião Mensal do Subprojeto

Na tarde do dia 27 de Agosto de 2015, aconteceu no Laboratório de Ensino de Matemática (LEMA) a Reunião Mensal do Subprojeto de Matemática, mediada pelo coordenador de área Márcio Nascimento. Essas reuniões ocorrem sempre na última quinta de cada mês e tem como objetivos tratar de assuntos ligados às equipes, dar informes, repassar atividades, entre outras. 
Foto: Verônica Tabosa
Foto: Verônica Tabosa
O encontro foi dado início com os relatos dos grupos sobre a visão que cada um obteve a respeito da participação na Mostra Pedagógica. Após isso, houve a socialização das atividades realizadas nas escolas por cada equipe. 
Foto: Verônica Tabosa
Também, foi informado que os materiais de consumo já haviam chegado, foi feito esclarecimentos sobre os resumos de trabalhos que devem ser produzidos pelos bolsistas para o V Encontro PIBID e alguns ajustes em relação aos minicursos que serão apresentados nos dias 15, 16 e 17 de Setembro. Para finalizar, aconteceu uma reflexão sobre o que o PIBID representa na vida de cada bolsista e sobre o que ainda precisa ser modificado para que todos obtenham sucesso em suas tarefas.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

V Encontro PIBID/UVA: Mostra Pedagógica

Na noite do dia 20 de agosto de 2015, as bolsistas do subprojeto de Matemática do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), ativas na Escola de Ensino Médio Monsenhor Linhares, participaram da Mostra Pedagógica do V Encontro PIBID, que tem como tema "Práticas interdisciplinares e inovadoras na escola para a formação de professores".
Slogan do V Encontro PIBID/UVA

Na ocasião, as bolsistas apresentaram os recursos didáticos construídos e aplicados na escola, através das atividades do PIBID, e se empenharam na apresentação do banner, que teve como tema "Corrida pitagórica". O jogo intitulado Corrida Pitagórica, foi construído pelas bolsistas e aplicado na escola com os alunos do 1° e 3° anos do turno da tarde. A Mostra contou, ainda, com a apresentação de trabalhos de mais seis escolas, do Subprojeto de Matemática. No momento das apresentações, as bolsistas proporcionaram a todos os participantes da noite um momento agradável, com a consumação de dois jogos, onde os  vencedores das partidas ganhavam bombons de chocolate e o agradecimento pela participação.
Foto: Márcio Nascimento

Foto: Márcio Nascimento

Foto: Deyse Linhares
Foto: Deyse Linhares


Foto: Deyse Linhares
Foto: Deyse Linhares

O evento iniciou-se na noite do dia 18 de agosto com as demais áreas dos Subprojetos do PIBID, e com isso, as bolsistas puderam ainda prestigiar a apresentação das demais escolas, nas noites dos dias 18 e 19. A participação na Mostra Pedagógica gerou resultados satisfatórios e de grande valia para a formação das bolsistas e futuras docentes.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Jogo Mancala.

Na tarde do dia 17 de agosto de 2015, as bolsistas Karol Freitas e Deyse Linhares do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) do subprojeto de Matemática da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), atuantes na Escola de Ensino Médio Monsenhor Linhares, aplicaram o jogo africano de nome "Mancala" aos alunos do 2º ano "C".
Foto: Karol Freitas
O jogo mancala (do árabe "mover") de origem africana, é conhecido também como jogo da semeadura ou jogo de contagem ou captura, foi executado por duas duplas de dois jogadores, uma dupla por vez, no qual cada participante ficou responsável pelas seis casas à sua frente e a vala do seu lado direito. Inicialmente, cada casa do jogo possuía quatro sementes.
Foto: Karol Freitas
O jogo consistia em distribuir todas as sementes de uma casa do participante da vez nas próximas casas do lado direito, incluindo a sua vala. Ressaltando que cada jogador deveria colocar semente somente na sua vala, nunca na vala do oponente. 
Foto: Deyse Linhares

Foto: Deyse Linhares
O jogo terminou quando não havia mais sementes nas casas de um dos jogadores, e venceu quem contabilizou mais sementes em sua vala.
Foto: Deyse Linhares
Este é um jogo extremamente estratégico, que utiliza de muito o raciocínio lógico dos participantes e uma contagem bem elaborada.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Oficina Probabilidades no Cotidiano

Na manhã de 17 de Agosto de 2015, as bolsistas Bruna Rodrigues, Janaína Muniz e Caroline Lopes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), do subprojeto de Matemática, da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), atuantes na Escola de Ensino Médio Monsenhor Linhares, aplicaram a oficina intitulada "Probabilidade no cotidiano", com os estudantes do 1° ano "C".

Foto: Janaína Muniz
De início, foi entregue aos alunos, apostilas sobre Probabilidade no Cotidiano. No entanto, antes de realizarem uma leitura individual, foram questionados com a seguinte pergunta: "Para vocês, o que é probabilidade?". Obtendo resultados satisfatórios, pois demonstraram saber e conhecer o assunto, as bolsistas seguiram com a aplicação da oficina sem dificuldades.


Foto: Janaína Muniz
Logo após, foi pedido para que realizassem uma leitura individual. Em seguida, houve uma leitura em grupo, mediada pelas bolsistas. E para melhor fixação do assunto, foi realizada uma atividade onde foram questionados sobre situações as quais poderiam identificar a utilização da probabilidade no cotidiano de ambos e calculadas a probabilidade de ocorrência dos fatos identificados, obtendo assim fatos diversos.

Foto: Janaína Muniz

Foto: Janaína Muniz
Além disso, as bolsistas propuseram algumas questões práticas com alternativas para que resolvessem todos juntos.  Para finalizar, foi realizada a leitura de algumas curiosidades referentes ao assunto. 

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Observações em Sala de Aula.

Na tarde do dia 17 de Agosto de 2015, a bolsista Deyse Linhares do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) do subprojeto de Matemática da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), e que atua na Escola de Ensino Médio Monsenhor Linhares, realizou observações em sala de aula, na turma do 3° ano “C” com a professora Sabrina de Sousa. Na ocasião, os alunos da turma estavam fazendo apresentações de trabalhos do Projeto Alimentos, que consistia em mostrar um gráfico feito pela equipe, apresentando as frutas que os alunos das outras turmas da escola mais gostavam. Cada equipe expôs o seu trabalho e comentou um pouco sobre a maneira que agiram para realizar a pesquisa. Resumindo, a aula foi bastante dinâmica.  
Foto: Deyse Linhares
Foto: Deyse Linhares
Foto: Deyse Linhares 
Foto: Deyse Linhares
Foto: Deyse Linhares
Foto: Deyse Linhares

Entrevista com o professor de Matemática e ex-pibidiano Fábio Gomes.

Entrevista com o professor de Matemática e ex-pibidiano Fábio Gomes de Lima. Ele reside no município de Coreaú e trabalha na Escola Estadual de Ensino Médio Maria Menezes Cristino. Na entrevista, o professor faz um breve relato sobre a Inclusão escolar, mais especificamente sobre a realidade da Inclusão na Educação Básica. Fique a vontade para apertar o play e ouvir.  :) 

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Oficina "Corrida Pitagórica".

Na tarde do dia 10 de agosto de 2015, as Bolsistas Deyse Linhares e Karol Freitas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), do subprojeto de Matemática, da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), atuantes na Escola de Ensino Médio Monsenhor Linhares, aplicaram uma oficina lúdica, com o tema "Corrida Pitagórica" com alunos do 1ºano E e 3ºano C, utilizando-se de conhecimentos simples sobre o Teorema de Pitágoras, mais precisamente de sua famosa fórmula a² = b² + c² (a= hipotenusa; b, c = catetos).

Foto: Deyse Linhares
O jogo foi executado por quatro duplas, formadas por um aluno de cada turma. Cada dupla possuía um peão com cores variadas e todos partiam da casa amarela.

Foto: Deyse Linhares
O trajeto dos peões era feito sob um tabuleiro em forma de um triângulo retângulo. Para se saber o número de casas a ser percorrida, os participantes da vez lançavam dois dados, onde o valor de cada dado correspondia ao valor de um cateto, em seguida eles calcularam o valor da hipotenusa que era o número de casas que avançariam.

Foto: Deyse Linhares
Foto: Deyse Linhares
A dupla vencedora foi aquela que conseguiu parar na casa amarela a qual foi o ponto de partida. Ressaltando que as casas do tabuleiro eram coloridas, e cada cor correspondia a uma ação no jogo: amarela- início; vermelha- fique uma rodada sem jogar; branco- livre (não há ação); verde- avance uma casa; azul- volte duas casas.

Foto: Deyse Linhares
A oficina foi algo bem produtivo, tendo em vista que os participantes exercitaram seus conhecimentos básicos sobre o teorema de pitágoras e se divertiram bastante.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Entrevista com a professora Italândia Azevedo.

Entrevista com a professora Italândia Azevedo sobre a Importância da Leitura no ensino de Matemática. 

IV Ciclo de Reflexões.

Na tarde do dia 06 de Agosto de 2015, foi realizado o III Encontro do IV Ciclo de Reflexões do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) do Subprojeto de Matemática da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). O encontro foi mediado pelas bolsistas da Escola de Ensino Médio Monsenhor Linhares, Bruna Rodrigues, Carol Lopes, Deyse Linhares, Janaina Muniz, Karol Freitas e Roniele Carvalho (Supervisora). O encontro contou com a presença do Coordenador de Área Márcio Nascimento, com gestora da Escola Monsenhor Linhares Edna Mendes, com as professoras convidadas Tatiane Rodrigues (Graduada em Letras Português e Especialista no ensino de Libras) e Edilandia de Sousa (Graduada em Pedagogia e Especialista em Psicopedagogia Institucional e Clínica), Bolsistas do PIBID, Supervisores e com os demais estudantes do curso de Matemática.
Slogan do IV Ciclo de Reflexões
Blocos para os participantes.
Foto: Márcio Nascimento
Lembrancinhas do IV Ciclo de Reflexões.
Foto: Márcio Nascimento
O tema foi “Inclusão: a realidade na Educação Básica” e a apresentação foi iniciada mostrando um vídeo onde pesquisadores, como a Maria Teresa Mantoan e Mazzota, discutiam sobre o que é Inclusão. Após isso, as bolsistas fizeram um breve histórico sobre a educação inclusiva, incluindo avanços e leis que tinham como objetivo “Educação para todos”. Ainda, foi falado um pouco sobre os tipos de deficiências, tais como: Deficiência Intelectual, Síndromes, Deficiência Física, Deficiência Visual, Deficiência auditiva e Autismo. Sempre mostrando a definição de cada uma e relatando sobre pontos históricos, mitos, superstições, desmistificação dos estereótipos e vários depoimentos de pessoas que conseguiram enxergar que a educação inclusiva pode realmente acontecer e de pessoas que sofrem com a deficiência. 
Foto: Márcio Nascimento
Foto: Márcio Nascimento
Foto: Márcio Nascimento
Foto: Márcio Nascimento
De vez em quando, era lançada perguntas aos participantes e isso gerou diversas discussões sobre o tema. Houve uma pausa para um lanche e logo após retornou-se apresentando uma entrevista em forma de áudio com o professor de Matemática e ex-pibidiano Fábio Gomes, onde o mesmo contou sobre sua ideia a respeito da Inclusão. Foi realizado também, uma dinâmica intitulada “Um novo olhar” para que os participantes sentissem como é ruim e triste, não poder falar, não poder andar e não poder ver. A dinâmica teve o objetivo de mostrar a vida de outra forma. Depois disso, falou-se em preconceito e foi ofertado um brinde as pessoas presentes. 
Foto: Márcio Nascimento
Foto: Márcio Nascimento
Foto: Márcio Nascimento
A última pergunta proposta foi “Incluir é realmente possível?”, onde os participantes comentaram suas opiniões e disseram o porquê de pensar assim. As bolsistas ainda fizeram uma pequena dramatização lendo um texto do Mário Quintana sobre as deficiências e o encontro foi encerrado com um vídeo de motivação “Eficiente ou Deficiente?”.

Foto: Márcio Nascimento
Foto: Márcio Nascimento
Foto: Márcio Nascimento
Professora Tatiane, Edna Mendes, Edilandia, Bruna, Janaína, Karol, Deyse, Roniele e Carol Lopes.
Foto: Márcio Nascimento
Acredita-se que o Ciclo possa ter contribuído de alguma forma na maneira de os participantes pensarem a respeito dos deficientes e o mais importante, a verem a Inclusão com um novo olhar. Sem contar que, a troca de experiências ocorrida no momento auxilia na formação dos futuros professores. A equipe agradece todas as pessoas que participaram. 

Reunião entre supervisora e bolsistas.

Na manhã do dia 20 de Julho, os bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), subprojeto de Matemática, da...