domingo, 25 de setembro de 2016

Encontro 5 do V Ciclo de Reflexões do PIBID/Matemática

Na tarde do dia 08 de Setembro de 2016, foi realizado o V Encontro do V Ciclo de Reflexões do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) do Subprojeto de Matemática da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). O encontro foi mediado pelos bolsistas da Escola de Ensino Médio Monsenhor Linhares, Carol Lopes, Deyse Linhares, Edna Brito, Hélio Farias, Janaína Muniz, Mailane Silva, Rosário Lopes e Roniele Carvalho (Supervisora). O encontro contou com a presença do Coordenador de Área Márcio Nascimento, Bolsistas do PIBID, Supervisores e com os demais estudantes do curso de Matemática.

O tema foi “PRECOMÁTICA: o preconceito existente em relação à Matemática” e a apresentação foi iniciada com o significado da palavra preconceito, que por definição, é uma opinião ou sentimento concebido sem exame crítico, em seguida foi mostrado um documentário com opiniões de algumas pessoas sobre Matemática e com participação especial de Mário Sérgio Cortella no qual afirmava que Matemática é a mais bela das ciências, mas a forma como é abordada não é atrativa para os estudantes e dificulta a aprendizagem. Após isso, os bolsistas fizeram um breve histórico sobre o surgimento desse preconceito, marcado na história com uma ideia pré-concebida de que “Matemática é para poucos”. Ainda, foi falado um pouco sobre o ensino de Matemática no qual passou por muitas mudanças nas últimas décadas. Também foi possível discutir sobre os fatores que influenciam, como as mídias, a família, a sociedade e como tentar amenizar essa situação.

Slogan do V Ciclo de Reflexões
Também foi apresentado o preconceito de matemática em relação à mulher. Assim os bolsistas apresentaram nomes de algumas mulheres que estudaram matemática e comentaram um pouco sobre a história de vida delas e suas contribuições no estudo de Matemática. Além disso, discutiu-se sobre como os professores podem influenciar e o que podem fazer para amenizar esse preconceito na disciplina. Esses devem buscar, através da ação pedagógica, incentivar, criar métodos novos e diversificar ações no sentido de reverter esta situação. 

Foto: Márcio Nascimento
O encontro foi encerrado com um vídeo de motivação, uma paródia feita por estudantes onde relata que é possível aprender matemática e superar o preconceito existente em relação à disciplina. 

Acredita-se que o Ciclo possa ter contribuído de alguma forma na maneira de os participantes pensarem a respeito do ensino de Matemática. Sem contar que, a troca de experiências ocorrida no momento auxilia na formação dos futuros professores. A equipe agradece todas as pessoas que participaram.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Projeto "+ Matemática"

Durante o mês de Agosto de 2017, os bolsistas do Subprojeto de Matemática do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBI...